Cingapura

Cingapura capta o olhar pela concentração de muitos destinos possíveis dentro do menor país do Sudeste Asiático. E as principais atrações, pelo menos em grande parte da capital, ficam a alguns andares do chão. Estar em Cingapura é, ao mesmo tempo, estar ao lado da natureza e da globalização, que se reúnem em triângulos feitos de indianos-chineses-e-malaios. Passe por Clarke Quay, pela Baía Marina, por Chinatown e pela Little India e seja surpreendido pela chave de cores, aromas e luzes.

Cingapura: De todos os lugares, a Marina Bay

Batizada como a “Cidade do Leão”, Cingapura faz com que diferentes pontos de vista tenham seu lugar ao sol, especialmente vistos do alto. Muitos roteiros incluem o horizonte de encontros certos com a cidade tropical, ilhas da Indonésia e partes da Malásia.  De uma das maiores rodas-gigantes do mundo todos os olhares se voltam para a Marina Bay. Do centro, os hoteis Fullerton (antigo Correio de Cingapura), Raffles e Marina Bay Sands oferecem as melhores vistas e fazem parte do roteiro histórico. Traduzindo bem o ideário de Cingapura como “uma cidade dentro do jardim”, os Gardens by the Bay se estendem pelo total de 101 hectares sobre a Marina Bay e compreendem três fontes d´água - a sul, a oeste e ao centro. É um show de horticultura e jardim bem arquitetado que traz o mundo das plantas para perto de qualquer pessoa.

 

Dentro desse ambiente você encontrará os jardins verticais no Supertree Grove em treliças coloridas que lembram grandes árvores e que à noite iluminam todo o complexo. O local tem mais de 162.900 plantas, entre 200 espécies com variedades de bromélias, orquídeas e samambaias. Onze das "super árvores" estão envoltas num sistema sustentável e funcional que imita células fotovoltaicas para a captação de energia solar. Inteligente, não? Já OCBC Skyway é formado por uma passarela de quase 128 metros de extensão que conecta duas "super árvores” e levará você num passeio rápido, mas espetacular, a 22 metros do chão. Perto dali, logo acima, nos Heritage Gardens há 4 jardins temáticos que contam a história de como as plantas estão relacionadas à cultura de Cingapura. No Mundo das Plantas, você ficará pertinho das cicadáceas, que estão entre as plantas mais antigas do mundo, e andará pela área aberta com 8 esculturas de louro indiano que representam animais do Sudeste Asiático. Cercado(a) por esse paraíso verde, uma boa ideia é passar pela árvore que funciona como restaurante, a Supertree Dining! Com opções internacionais e locais, você poderá escolher o que quiser na tríade de menus indiano-chinês-malaio, além de outros pratos que combinam os temperos típicos de Cingapura.

 

Programe-se | Por conta de ser um país pequeno, a variação de temperatura é baixa entre as regiões. O mês mais chuvoso é dezembro. Os dias mais quentes do ano costumam acontecer de fevereiro a abril e é o período favorito para aqueles que gostam das práticas de mergulho. Falando em praias, na parte leste de Cingapura ficam as vilas mais rurais, um pouco diferente do clima cosmopolita do sul, e a sudeste ficam os centros de atividades para mergulho. A oeste, em Kent Ridge, tem a Universidade Nacional de Cingapura e nos arredores é possível subir colinas bem verdes de bike. Nessa pegada de mais aventura, o norte do país tem uma coleção de parques para fazer uma boa escalada, além de alguns pontos históricos muito importantes para a memória nacional, como a antiga fábrica da Ford, local onde os ingleses venceram a batalha contra os japoneses, e o cemitério de Bukit Brown, um dos últimos exemplares de cemitérios típicos de Cingapura.

 

Experimente | Prepare a câmera e curta a vista de 360º de dentro do bonde Singapore-Sentosa, que faz conexão entre o Pico Faber (península) e o resort da Ilha Sentosa. Construído em 1974, é o primeiro e único bonde do país. Passando pelo Parque Merlion e pela Praia de Siloso, sobre floresta, arranha-céu, porto, selva, praia e, finalmente, mar! Tanto faz, de dia ou de noite, as imagens são fascinantes.

 

Coloque na rota | Não precisa ser muito apegado(a) à história ou mesmo budista para gostar do Templo e Museu da Relíquia do Dente, na Chinatown, a oeste da Marina Bay. Mais ao norte, perto da Orchard Tower fica a Emerald Hill, uma das ruas mais coloridas de Cingapura e símbolo da arquitetura Peranakan. A região de Orchard é famosa pela antiga plantação de noz-moscada e de frutas, sendo hoje muito popular pelos ótimos bares que trazem no menu o drink Singapore Sling”, à base de gin e licor de cereja. Casas construídas entre 1905 e 1925 e, recentemente restauradas, dão o charme ao conjunto. Joo Chiat e Katong são outros bairros a oeste de Cingapura que também fazem parte do roteiro de arquitetura Peranakan.

Roteiros Sugeridos